Coleção de Cadernos – Chamada de trabalhos

Caros membros do GT de Rádio e Meios Sonoros
Chamo a vossa atenção para a chamada a trabalhos para nossa área especifica no âmbito do call da Sopcom:

Coleção de Cadernos – Chamada de trabalhos
Submissão de propostas até 15 de junho de 2018

Nos últimos anos, temos assistido a um aumento da produção de estudos sobre a Rádio e o Som nomeadamente para a obtenção de graus académicos. É nosso objetivo dar mais visibilidade a esses estudos, aos que estão em curso, e também à investigação que os membros do GT têm desenvolvido. Nesse sentido, serão bem-vindas propostas de temáticas abrangentes desde que centradas na rádio e no som: narrativas sonoras, estética sonora, identidade e memória, publicidade, internet, plataformas digitais, redes sociais, audiências e diferentes consumos de produtos sonoros, rádios comunitárias, história da rádio, jornalismo, regulação, modelos de negócio.

Para consulta
Circular: http://www.sopcom.pt/ficheiros/Sopcom-Circular-02-2018_2.pdf
Regulamento: http://www.sopcom.pt/ficheiros/Regulamento-CadernosSOPCOM-2_2.pdf

Bom trabalho e saudações sonoras

Anúncios

II Encontro do GT

Jornalistas de desporto debatem A Rádio e o Desporto.

João Ricardo Pateiro (TSF), Cláudia Martins (Antena 1), Teófilo Fernando (TSF) e Luís Mendonça (Universidade FM) são os convidados para uma Mesa Redonda que assinala o Dia Mundial da Rádio. A iniciativa insere-se no II Encontro do GT de Rádio e Meios Sonoros que se realiza na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Vila Real, no dia 15 de fevereiro.

O Dia Mundial da Rádio, instituído pela Unesco para 13 de fevereiro, tem como tema A Rádio e o Desporto. Um pretexto para ouvirmos os profissionais debaterem uma das áreas que mais empatia gera com a audiência.

A Mesa Redonda, que será transmitida pela Rádio Universidade FM, começa às 14.30h no Auditório 1.10, na UTAD. Segue-se uma reunião de trabalho do GT.

A entrada é livre.

 

PROGRAMA

 

Sessão de Abertura | 14h30

 

Reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) *

Professor Doutor António Fontaínhas Fernandes

Presidente da Escola de Ciências Humanas e Sociais da UTAD

Professor Doutor Manuel Tibério

Diretora da Licenciatura em Ciências da Comunicação da UTAD

Professora Doutora Daniela Fonseca

Núcleo de Estudantes em Ciências da Comunicação da UTAD

Patrícia Gonçalves (Vice-Presidente)

Organização – Grupo de Trabalho Rádio e Meios Sonoros da Sopcom

Professor Doutor Fábio Ribeiro (UTAD)

*carece de confirmação

 

Mesa Redonda – A Rádio e o Desporto | 15h

 

João Ricardo Pateiro (jornalista e relatador de futebol da TSF)

Cláudia Martins (jornalista e repórter da Antena 1)

Teófilo Fernando (jornalista e repórter da TSF)

Moderação: Ana Isabel Reis (Universidade do Porto, Coordenadora GT Rádio e Meios Sonoros da Sopcom)

 

Reunião do GT Rádio e Meios Sonoros | 18h

Novos coordenadores do GT

Ana Isabel Reis (Universidade do Porto) e Fábio Ribeiro (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro/Universidade do Minho) são os novos coordenadores do Grupo de Rádio e Meios Sonoros da Sopcom. Foram eleitos por unanimidade, ontem, durante a reunião do GT, agendada no âmbito do X Congresso da Sopcom.

Reunião do GT

Realiza-se esta segunda-feira, dia 27 de novembro, a reunião do GT de Rádio e Meios Sonoros da Sopcom. O encontro está marcado para as 17h30, na Sala de Atos da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu. Para além de fazer o balanço das atividades realizadas no último ano, a reunião tem também como finalidade proceder à eleição da próxima equipa coordenadora. Foi apresentada para o efeito a seguinte propositura:

Coordenadora: Ana Isabel Reis (Universidade do Porto)
Coordenador-adjunto: Fábio Ribeiro (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro/Universidade do Minho)

Teresa Costa Alves defendeu Provas de Doutoramento

Enfrentando o desafio de estudar o que não se vê – que é uma das razões por que a rádio tem sido o meio invisível e esquecido de que falou – Teresa Costa Alves não tirou a paixão com que arriscamos falar sempre da rádio, mas procurou discutir a responsabilidade deste meio – especificamente de serviço público – no que concerne à construção das nossas paisagens sonoras e, concomitantemente, das nossas paisagens identitárias. Por isso, interpretou a rádio como meio de construção e configuração da interculturalidade. A tese, defendida no dia 22 de novembro, na Universidade do Minho tem como título “Os sons da Lusofonia: contextos multiculturais do serviço público de rádio em Portugal e no Brasil” e obteve a classificação máxima de “Muito bom”. 

[Foram arguentes principais Nelia del Bianco, professora aposentada da Universidade de Brasília, e Sílvio Correia Santos, professor da Universidade de Coimbra]

Rádio e Meios Sonoros no X Congresso da Sopcom

Já está disponível a versão final do programa do X Congresso da Sopcom. O GT de Rádio e Meios Sonoros tem agendadas três sessões, que contam com a participação de investigadores portugueses e brasileiros. O programa que transcrevemos em baixo é um convite a mais um encontro para debater a rádio.

28 de novembro

9h00 > 10h30 :: Sala de Atos do IPV

Mesa 1: Narrativas, história e géneros
Moderadora: Madalena Oliveira (Universidade do Minho)

O papel do humor no programa Manhãs da Comercial
Rita Curvelo

O Caso JBS: uma análise de enquadramento no jornalismo opinativo no rádio
Bárbara Avrella e Thuanny Cappellari

Para a história do jornalismo desportivo radiofónico em Portugal: o contributo da ‘Bola Branca’
Luís Miguel Nogueira

O Rádio Clube Português no 25 de Novembro
Ana Isabel Reis e Helena Lima

O jornalismo radiofónico e o multimédia – uma análise à cobertura das visitas papais a Portugal
Luís Bonixe

Rádio e Meios Sonoros em Portugal e no Brasil: Origem e abordagens das pesquisas
Mauro C. Feitosa Maia

 

11h00 > 12h30 :: Sala de Atos do IPV

Mesa 2: Rádios comunitárias e os desafios da investigação
Moderadora: Ana Isabel Reis (Universidade do Porto)

Rádios comunitárias em Portugal: mapeamento e caracterização
Miguel Midões

Utopia tecnológica numa comunidade ativa? A utilização das plataformas digitais pelas rádios comunitárias
Fábio Ribeiro

O fenômeno da livre radiodifusão e um diálogo acerca da radiodifusão local em Portugal e da radiodifusão comunitária no Brasil
Luís Bonixe e Ricardo Cocco

A divulgação científica sobre rádio no Brasil: um estudo da revista RádioLeituras
Henrique Martins and Kamilla Avelar

Estudos de rádio em Portugal: temas, tendências e lacunas
Madalena Oliveira

Um percurso de avanços tímidos numa área científica em consolidação: contributos para uma cartografia dos Estudos da Rádio nas revistas científicas de Ciências da Comunicação (1999-2016)
Cláudia Henriques

 

14h00 > 15h30 :: Sala de Atos do IPV

Mesa 3: Rádio, internet e redes sociais Moderador: Luís Bonixe (instituto Politécnico de Portalegre)

UCCtunes: análise aos podcasts de áudio criados pelos utilizadores portugueses e disponibilizados no itunes
Maria João Antunes e Ramón Salaverría

Rádio, mobilidade e ubiquidade: análise do projeto de inclusão Móbile Digital da Abert
Nelia del Bianco e Nair Prata

Tendências de divulgação de conteúdos radiofónicos nas plataformas digitais: o caso da M80 Rádio
Jéssica Louro

Posicionamento de rádios jovens brasileiras em redes sociais: compreendendo estratégias e ações de interatividade
Nair Prata, Débora Cristina Lopez, Marcelo Freire, Kamilla Avelar e Danielle Diehl

O áudio nos sites dos jornais portugueses: o meio invisível
Ana Isabel Reis

 

Som e cultura em número temático

Refletir sobre a experiência sonora e o poder expressivo do som é o principal objetivo do primeiro volume de 2018 da Revista Lusófona de Estudos Culturais / Lusophone Journal of Cultural Studies. A chamada está aberta até ao dia 30 de novembro de 2017.

Coordenado por Madalena Oliveira, Pedro Portela e Eduardo Vicente, este número acolhe propostas que se inscrevam num dos seguintes tópicos:

– Música e cultura: semiótica da música, musicologia, etnomusicologia, antropologia da música;

– Turismo sonoro: sonoridades dos espaços turísticos, paisagens sonoras, os sons das cidades, mapas sonoros;

– Arte sonora: som e estética, museologia sonora, poesia sonora, instalações sonoras, efeitos sonoros;

– Som e memória: história oral, capacidade imaginativa do som, sons em risco de desaparecer, som e emoção;

– Arquitetura e som: configurações sonoras dos espaços, ambiente sonoro, ergonomia acústica, som e decoração;

– Literacia sonora: cultura do ouvir, som e pedagogia, som e cognição, modos de escutar;

– Rádio e som: linguagem radiofónica, recursos expressivos, rádio e história sonora, narrativa sonora;

– Cinema e som: sonoplastia, som e ação, banda sonora, funções narrativas do som;

– Marketing sonoro: o som das marcas, publicidade e som, logotipos áudio, vozes e identidades sonoras dos produtos;

– Som e internet: novos formatos sonoros, redes sociais e som, podcasts, som e hipertextualidade.

X Congresso da Sopcom – 20 comunicações no GT

Foram aprovadas 20 propostas de comunicação para o GT de Rádio e Meios Sonoros da Sopcom, que constarão no programa científico do X Congresso da associação, agendado para Viseu, de 27 a 29 de novembro de 2017. Oito dos 20 trabalhos aceites são da autoria de investigadores brasileiros que, mais uma vez, se juntam à comunidade portuguesa para refletir sobre o setor radiofónico.

Debate e lançamento de livro

A Feira do Livro de Lisboa acolhe no dia 10 de junho um debate sobre “A rádio e o fim do regime”. Participam neste encontro Rogério Santos, Adelino Gomes e José Manuel Nunes. Na mesma ocasião será apresentado o novo livro de Rogério Santos, intitulado Estudos de Rádio em Portugal.

Novo livro sobre rádio

Acaba de ser lançado pelo Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade um novo livro sobre rádio. Intitula-se Teias da Rádio: ensaios e reflexões sobre as políticas do setor, é da autoria de Pedro Costa e resulta de uma dissertação de Mestrado em Ciências da Comunicação.

Foram notícia espetacular no final dos anos 1980, num momento em que, em Portugal, se vivia uma franca prosperidade mediática. Tornaram-se, no entanto, nos últimos anos sobretudo, numa espécie de periferia do campo da comunicação social. As rádios locais que se propagaram por frequências licenciadas são hoje, em muitos casos, projetos em redefinição que este livro coloca em perspetiva. Partindo de uma dissertação de Mestrado em Ciências da Comunicação, apresentada na Universidade do Minho em 2014, Teias da rádio: ensaios e reflexões sobre as políticas do setor reconstitui o percurso destes projetos de comunicação de proximidade e examina o modo como a lei os tem enquadrado. A uma leitura empírica dos últimos anos, junta-se na segunda parte, o testemunho na primeira pessoa de um conjunto de 10 vozes que interpretam a mudança em curso num meio que parece impossível dissociar de uma memória afetiva. [Nota da contra-capa]

Disponível em PDF: