Teresa Costa Alves defendeu Provas de Doutoramento

Enfrentando o desafio de estudar o que não se vê – que é uma das razões por que a rádio tem sido o meio invisível e esquecido de que falou – Teresa Costa Alves não tirou a paixão com que arriscamos falar sempre da rádio, mas procurou discutir a responsabilidade deste meio – especificamente de serviço público – no que concerne à construção das nossas paisagens sonoras e, concomitantemente, das nossas paisagens identitárias. Por isso, interpretou a rádio como meio de construção e configuração da interculturalidade. A tese, defendida no dia 22 de novembro, na Universidade do Minho tem como título “Os sons da Lusofonia: contextos multiculturais do serviço público de rádio em Portugal e no Brasil” e obteve a classificação máxima de “Muito bom”. 

[Foram arguentes principais Nelia del Bianco, professora aposentada da Universidade de Brasília, e Sílvio Correia Santos, professor da Universidade de Coimbra]

Anúncios

Posted on Novembro 23, 2017, in Info. Bookmark the permalink. Comentários Desativados em Teresa Costa Alves defendeu Provas de Doutoramento.

Os comentários estão fechados.